Vamos concretizar um sonho! Vota Luís Pingu Monteiro!

terça-feira, maio 22, 2007

Waeco MF-18

Acredito que poucos conhecerão o que significa esta designação. É uma “vinhoteca”. Pelo menos é nesta categoria que a encontramos no site da Redcoon. Na versão espanhola do mesmo site assume a designação Waeco D18. O “18”, comum entre ambas, determina a capacidade: 18 garrafas.

Tenho afirmado aqui, praticamente desde o começo do blog, a defesa da correcta temperatura do vinho bebido. Comprei recentemente casa e comprei-a principalmente porque adorei a cozinha. Era espaçosa e a primeira coisa que me ocorreu foi: “vou colocar ali naquele espaço uma cave refrigeradora. Mas que cave?”

Defini logo à partida que iria comprar uma cave refrigerada pequena. Não sou particularmente dado a envelhecer vinho (mesmo vintage, já assumir aqui a minha preferência por vintages e tintos relativamente novos) e portanto não fazia sentido comprar um monstro para a cozinha (é espaçosa mas não é casa do Hugh Hefner). Acresce o facto da minha arrecadação no piso “-3” ser relativamente fresca (neste dias mais quentes andou na casa dos 20º) e por isso decidi guardar a maioria do “produto” na arrecadação e comprar uma coisa pequena para ter as garrafas de maior rotação e uma ou outra preciosidade.

O meu primeiro amor foi a Liebherr Wtes 1753-20 da série Vinidor. Capacidade para 40 garrafas e duas zonas de temperatura regulável. Perfeito! Mas depressa o meu arrebatamento esmoreceu quando conheci o preço: cerca de 1500€. “Xiça, quantas Batutas não podia eu comprar com esse dinheiro? Mesmo que algumas se perdessem com o calor ainda haveria muitas que me daria muitas alegrias.” Desisti. Virei-me para modelos mais modestos.

Depois de cicatrizada a ferida do primeiro amor não correspondido, tentei a abordagem mais racional. Mais analítica. Fiz-me à pesquisa e de entre os vários sites de venda de electrodomésticos e afins descobri:
Bosch KTW 18V80 (capacidade para 43 garrafas, AxLxP - 85x60x63): 600€
Samsung RW13 EBSS
(capacidade para 29 garrafas, 85x55x58): 370€
Teka RV26
(capacidade para 26 garrafas, 78x50x60): 300€

Até que descobri em sites espanhóis, já que a marca não tem representação em Portugal, a Waeco D18 (capacidade para 18 garrafas, 65x36x50): 170€ e a Waeco D60 (capacidade para 6 garrafas, 47x26x42): 125€. Quando a esmola é muita o pobre desconfia. E neste caso, o baixo preço gerou desconfiança. Investiguei o site da companhia e mais algumas noticias de não descobri nada de particularmente mau. O que foi bom. Matutei. Até que me decidi pela Waeco D18: “por este preço até vale a pena mandar vir. Se não prestar para nada, o estrago também não é muito”. Entretanto mandei um mail para a Redcoon a perguntar como comprava a “vinhoteca” já que esta não estava disponível na versão portuguesa do site. A Redcoon no outro dia já a tinha acrescentado à lista de “vinhotecas” disponíveis com a designação Waeco MF-18. Encomendei-a a um Domingo à noite e a SEUR na Quinta-feira à tarde dessa mesma semana estavam-me a bater à porta com a encomenda. Com portes de envio e uma taxa extra por opção de pagamento contra-reembolso totalizou 199,91€.

Deve ter metade do tamanho de uma máquina de lavar roupa. Não é bonita mas também não se pode dizer que é feia. Digamos que é singela. Dois botões: um para aumentar e outro para diminuir a temperatura desejada. Mostrador digital. No interior as grelhas são totalmente removíveis por isso é preciso ter cuidado ao tirar as garrafas. Por outro lado tem a vantagem de se poder tirar uma ou duas grelhas para podermos colocar alguma coisa ao alto. Não faz barulho algum. Não vibra. Consumo não sei. Em resumo: estou satisfeito. É pequena, prática e cumpre bem a função. É particularmente eficaz quando se convida uns amigos para irem lá a casa e se carrega a “menina” com uma bateria de garrafas: o vinho sai a uma temperatura tão boa que num instante se fica sem cartuchos. Bem vistas as coisas, se calhar, neste particular, até é eficaz de mais. :)

5 comentário(s):

Nuno de Oliveira Garcia disse...

Também ando contente com os espanhóis. No meu caso, com a Vicave.

Abraço,

N.

rui disse...

Nuno,
por acaso a Waeco é uma marca Alemã. Mas na verdade, foram os espanhóis que me apresentaram o meu novo "amor". :)

Estive a ver o site da Vicave e têm bom aspecto. Tens das grandinhas ou uma coisa mais maneirinha?

Um abraço,
RC

Nuno de Oliveira Garcia disse...

Por acaso o nome Waeco não me soava a castelhano... LOL

Tenho uma para 75 garrafas, que considero adequada para os vinhos de guarda. As restantes garrafas (muitas outras) estão entregues a elas próprias lá por casa (numa sala virada a Norte), o que em Sintra não tem problema - fresquinho e alguma humidade são o clima ideal.

Abraço grande,

N.

João disse...

Eu tenho uma Bosch. Após a perda de alguns vinhos com um verão mais acalorado, optei por comprar rapidamente uma cave de vinhos.

Dá para 100 garrafas.

Só tem 1 temperatura, mas como foi a custo zero, não posso reclamar.

O pvp era de 800,00€ há 4 anos atrás.

Na altura também estive interessado nas da Eurocave, mas o preço era praticamente o triplo.

Um abraço

JP

rui disse...

Além de não ter espaço em caso para uma maior, sei (e o João não me deixa mentir) que mesmo que comprasse uma das grandes, iria acabar por ter sempre bastantes garrafas fora da cave o que implicava uma maior gestão/decisão daquelas que estavam dentro ou fora da cave. Acabava por não ser justo para todas. Assim, apenas tenho no frio aquelas que estão marcadas para “morrer” nos tempos mais próximos. As outras têm que aguentar-se (é tb uma maneira de me controlar nas compras e não ter muito stock).

Um abraço,
RC

Template original desenhado por Dzelque Blogger Templates