Vamos concretizar um sonho! Vota Luís Pingu Monteiro!

segunda-feira, outubro 30, 2006

Decanter Awards 2006

Não sei como lá fui parar até porque não andava à procura. A verdade é que cheguei. De click em click, deparei-me com a ela: a página online dos Decanter Awards 2006.

A curiosidade mandou. A curiosidade foi satisfeita. Listados os vinhos portugueses galardoados, as surpresas foram algumas. Incluindo o título de “Commended”, são mais de 200 vinhos com direito a autocolantes. É obra! Não sei quantos portugueses estiveram em concurso mas gostava de saber o rácio autocolantes por participantes.

Bom, vamos ao prémios principais, já que os restantes parecem-me prémios para meninos. Os “International Trophy”:

International Red Fortified Over £10 Trophy
Ramos Pinto Quinta do Bom Retiro NV

International White Fortified Over £10 Trophy
Cossart Colheita 1988

International Red Blend Over £10 Trophy
Wine & Soul Pintas 2004

Se na categoria dos fortificados não será motivo para grandes saltos e pulos vencerem vinhos portugueses, considero que o prémio ganho pelo Pintas 2004 é motivo para parabéns, até porque ganhou na categoria onde a concorrência qualitativa será intrinsecamente maior. Pelo menos assim deveria ser. No entanto se analisarmos as várias categorias dos International Trophys e Regional Trophys, rapidamente concluímos que só falta a categoria de vinho de lote de duas castas em que uma é típica de Bordéus, a segunda autóctone e o enólogo ainda queria acrescentar uma terceira mas o não o deixaram. Ridículo! Parece-me que houve dedo português na criação das várias categorias, tal a profusão e tentativa de não deixar ninguém de fora. Adiante.

Continuando subjugado à curiosidade, perscrutei a lista de awards portugueses. Que grande misturada. Por exemplo:

Commended (88)
Conde de Vimioso Rosé 2005; Qt. do Além Tanha Vinhas Velhas 2003; Chocapalha 2003; Palha-Canas 2004; Qt. dos Carvalhais Touriga Nacional 2000; Cockburn's Vintage 2003; Versus 2004; Quanta Terra 2003; Qt. de Cabriz Four C 2003; Qt. do Carmo Reserva 2003; Qt. do Vallado 2004; Callabriga 2003; Tapada de Coelheiros 2003; Qt. do Noval 1986: Cartuxa Branco 2004

Bronze (92)
Adega de Pegões Rosé 2005; Casa Ferreirinha Colheita 1998; Casa Ferreirinha Qt. da Leda "Vinha do Pombal" 2004; Casa Ferreirinha Qt. da Leda 2003; Conde de Vimioso Reserva 2003; Altas Qt.s 2004; Barros 2003; Qt. de Chocapalha 2003; Qt. da Gaivosa 2003; Fonseca Bin 27; Xisto 2003; Odìsseia Touriga Nacional 2004; Alambre 20 anos, Chryseia 2004, Qt. dos Carvalhais Encruzado 2004, Qt. Vale D. Maria 2003, Duas Qt.s Reserva Especial 2003, Evel Grande Escolha 2003, Qt. de Cidrô Sauvignon Blanc 2005, Altano Reserva 2003, Gazela (Verde) 2005, Tapada de Coelheiros Garrafeira 2001

Silver (48)
Casa Cadaval Marquesa de Cadaval 2003, Dona Maria Reserva 2003, Qt. dos Carvalhais Reserva 2002, Malhadinha 2004, Campolargo Calda Bordaleza 2004, Qt. de Vesuvio Vintage 2003, Qt. do Crasto Touriga Nacional 2003, Qt. do Crasto Vinha Maria Teresa 2003, Qt. do Passadouro Reserve 2004, Qt. do Vallado Reserva 2004, Qt. de Azevedo (Verde) 2005, Monte da Cal Aragonez 2004, Cossart Colheita 1995

Gold (6)
Gran Cruz NV, Henriques & Henriques NV, Qt. do Crasto 2003, Qt. do Encontro Encontro 1 2003, Qt. dos Roques Touriga Nacional 2003, Taylor's Marks & Spencer NV

Regional Trophy (2)

Regional Portugal Red Single Varietal Over £10 Trophy
Qt. do Crasto Tinta Roriz 2003

Regional Vintage Port Over £10 Trophy
Graham's 1983


Os caros leitores ao lerem esta pequena amostra dos autocolantes atribuídos perguntar-se-ão, tal como eu: “Mas estes prémios fazem algum sentido? O que significa um Gold ou Silver Award comparado com um Commended, quando temos vinhos de meia-dúzia de euros comparados com outros de largas dezenas? Isto é tudo comparável, ou é apenas uma distribuição casuística (para não entrar em qualquer conspiração) de autocolantes?”. Segue o judging process em inglês original, pode ser que dê uma ajuda.

Stage 1
Entries are logged, wines are categorised and coded according to origin, type and price.

Stage 2
Wines are tasted in flights of 12, grouped by region, and in five price bands: up to £4.99, £5-6.99, £7-9.99, £10-19.99 and £20+.

Stage 3
Wines are scored and given a grading: no award, Commended, Bronze, Silver or Gold. Gold-medal wines are retasted by the regional chairs for confirmation.

Stage 4
The taste-off of Gold medal-winning wines for each region. The best of each style are awarded a regional trophy.

Stage 5
Regional Trophies are pitted against each other to decide the International Trophy winners - the ultimate accolade
.


Daqui retiro (espero que alguém me corrija se não for verdade):

  1. Os vinhos portugueses são provados em conjunto, categorizados por tipo e por preço;
  2. Os Regional Trophy portugueses são atribuídos entre os Gold Awards portugueses, ou seja, também os Regional tiveram que ser Gold;
  3. Apenas os Regional Trophy portugueses competem contra vinhos estrangeiros; ou seja, os International tiveram que ser anteriormente Regional.

Sendo estas três premissas verdade, apenas os vinhos que ganharam o Regional Award se batem com o melhor que se faz lá fora (supostamente), daí ter referido em cima que os restantes prémios são para meninos. Ou melhor, são uma classificação para consumo interno.

Uma das dúvidas maiores é saber se um Award dado refere-se à qualidade absoluta do vinho ou se os juízes têm em conta o intervalo de preços onde foi provado. Não consigo deduzir da explicação do processo de avaliação algo que confirme o que vou dizer a seguir mas, parece-me que os prémios só são válidos no respectivo intervalo de preço. Se assim não for então, torna-se ainda mais engraçada a distribuição de dísticos. Tirem as vossas conclusões. Para quem sabe os preços dos vinhos (mais coisa, menos coisa) é fácil fazer o exercício de comparação.

O mais engraçado disto tudo é saber quantos destes vinhos, grande parte deles de topo em Portugal, irão colar nas suas garrafas o grande “D” da Decanter a dizer Commended, Bronze ou mesmo Silver. Aposto que muitos deles irão prescindir desse direito que, provavelmente, ganharam merecidamente.

4 comentário(s):

A Taste in Heaven disse...

Aqui estou novamente, checando as novidades do seu incrível blog!! E que surpresa agradável encontrar informações sobre o "Decanter Awards 2006"...

Vivianne

Nuno de Oliveira Garcia disse...

Como é possível o Vallado Reserva ser menos pontuado que o Vallado dito normal ?

N.

ricardo disse...

Nuno,

os "commended" são abaixo dos "silver".

RR

rui disse...

Caro Nuno,

O Ricardo tem razão. De qq maneira se a pontuação/awards for apenas válida no intervalo de preço onde o vinho foi provado, significa que o Vallado podia ter um Gold Award e o Vallado Reserva ser apenas Commended ou nem ser premiado, já que os dois “concorriam” em gamas de preços diferentes.

É uma certeza que (pelo menos eu) não consigo retirar da explicação do judging process apresentado pela Decanter. Se tivermos como leitor algum membro do júri ...


Um abraço,
RC

Template original desenhado por Dzelque Blogger Templates